Como fazer uma viagem de negócios zero waste

Fazer uma viagem de negócios zero waste é algo complicado. De forma geral são viagens curtas, com agendas apertadas e onde há muito desperdício associado à falta de tempo. Cátia Curica explica como inverter esta tendência.

Faço diversas viagens de negócios por ano, entre elas a ida à feira bio Biofach em Nuremberga, sempre em fevereiro, que é um dos ponto altos do ano na Organii. Reunimos com muitos dos nossos fornecedores e temos muitas reuniões. É necessário algum planeamento para evitar o grande desperdício que se vê nestas feiras.

1. A viagem e o alojamento

As nossas primeiras decisões começam com a viagem e o alojamento. Para chegar a Nuremberga voamos uma única vez num voo direto para Munique e, em vez de voarmos para Nuremberga, fazemos a ligação de comboio. Optamos também por pagar as compensações de carbono do nosso voo. O alojamento recai sobre um alojamento local, perto da estação de comboio para nos permitir deslocar a pé e de comboio sempre.

2. Fazer a mala

Ao fazer a mala, bagagem de mão apenas, opto por levar:

  • Kit S.O.S. para pequenas lesões, enjoos, dores de cabeça, diarreias e outros problemas digestivos: levo óleo essencial de tea tree, kuzu e ameixa umeboshi. Tudo em pequenas quantidades e em pequenos frascos de vidro.
  • Dois guardanapos de pano e uns pauzinhos chineses que me permitem comer em todo o lado e não ter que usar os descartáveis típicos das feiras. Uma garrafa de água de inox que levo sempre comigo e que despejo na passagem pela segurança do aeroporto e que depois volto a encher.
  • Alguns snacks simples que me permitem não ter de recorrer a comida embalada nos aeroportos e estações ferroviárias. Levo uns frutos secos, neste caso avelãs e pistácios, bolachas de cacau, maçãs e pudins de chia.
  • Na higiene levo desodorizante, champô e pasta de dentes sólida Lamazuna sem embalagem, óleo argão a granel (que reencho na loja da Lx Factory) para cabelo, rosto e corpo frasco de 50 ml, escova de dentes de bambu e ainda um mini perfume que levo comigo para a feira para ir colocando quando preciso de me sentir bem.
3. Os cartões de visita

Levo telemóvel com um powerbank para não ficar sem bateria. Permite-me tirar fotos a todos os cartões de visita sem ter de ficar com eles. Por outro lado levo apenas um cartão de visita e peço também para tirarem foto e não ficarem com ele.

4. A roupa

Em relação à roupa levo alguma mais descontraída e larga para as viagens de avião e outra mais formal para a feira. Indispensável é um bom blusão quente porque nesta altura as temperaturas rondam entre os -3 e os 5 de máxima. As minhas botas de burel que são quentes e ao mesmo tempo impermeáveis e umas luvas sem dedos que me permitem estar quente mas sempre pronta a trabalhar. Gorro e cachecol ajudam muito também. Levo um saco de pano para a roupa suja e assim evitar os de plástico oferecidos nos hotéis. Bloco e caneta não vão as tecnologias falhar e está tudo. Tudo pronto para ter muitas reuniões, analisarmos tendências e virmos com muitas novidades.

E vocês? Como costumam preparar as vossas viagens para evitarem desperdício?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ao continuar a navegar neste site aceita o uso de cookies. mais informação

O nosso website utiliza cookies. Um cookie é um pequeno ficheiro de letras e números que colocamos no seu computador, caso o permita. Estes cookies permitem-nos distingui-lo dos outros utilizadores do nosso website, o que nos ajuda a fornecer-lhe uma boa experiência quando navega no nosso website e também nos permite melhorar o nosso website. Poderá consultar todos os detalhes sobre o tipo de cookies que utilizamos e a finalidade para a qual os utilizamos na nossa política de utilização de cookies. Ao continuar a utilizar este website, está a concordar com a utilização de cookies.

Fechar