Os melhores conselhos para regressar à rotina com crianças

O fim das férias significa também regressar à rotina e aos horários normais. Saiba como o fazer de forma a que as crianças não se sintam lesadas e sem criar stresse adicional para si.

O fim das férias é sempre um desafio para os pais. Como regressar à rotina? Como voltar a implementar horários realista e que permitam às crianças descansar o suficiente? E a alimentação? Esta adaptação requer paciência, pois pode ser trabalhosa, mesmo para as crianças que já frequentam a escola há algum tempo. E para os mais pequenos, também é toda uma adaptação: ao ambiente, aos horários e ao convívio familiar.

Siga as nossas sugestões!

Para não ser feito tudo de maneira brusca, uma boa ideia é voltar das férias; um pouco antes das aulas começarem e dos pais voltarem ao trabalho. Desta forma, as crianças têm tempo para se acostumar aos poucos ao ambiente familiar e à sua casa. Aos poucos, vá inserindo a nova rotina dos horários de alimentação e também dos horários para dormir e acordar. O regresso à “normalidade” não deve ser apresentado como algo negativo, sendo importante racionalizar os tempos de lazer e ajudar as crianças a adaptarem-se de novo aos horários.

Uma boa forma de envolver as crianças no reajuste dos horários domésticos, é convidá-la a participar dos preparativos do material escolar, das compras no supermercado e na organização das roupas da família. Assim, com o tempo, vão acabar por perceber que não podem brincar, dormir e comer a qualquer hora. Por si só vão notar estas pequenas mudanças na rotina deles, aos poucos, dia após dia.

Se tiver de decidir por onde começar, o sono é o primeiro requisito a que as crianças se devem readaptar. Segundo a Associação Portuguesa do Sono, “a insuficiência de sono tem uma importância vital na consolidação da memória, nos processos de concentração e abstração e, consequentemente, no sucesso escolar”. Desta forma, a mesma associação recomenda uma rotina consistente da hora de deitar. Calma e segurança, promoção de autonomia, evicção de estimulantes, limitação da utilização de equipamentos eletrónicos… É essencial respeitar a individualidade de cada criança.

Pode e deve também conversar com os seus filhos de como é bom voltar às aulas, rever os amigos, os professores, assim como relembrar momentos bons que tenha tido na escola, de forma a entusiasmá-lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ao continuar a navegar neste site aceita o uso de cookies. mais informação

O nosso website utiliza cookies. Um cookie é um pequeno ficheiro de letras e números que colocamos no seu computador, caso o permita. Estes cookies permitem-nos distingui-lo dos outros utilizadores do nosso website, o que nos ajuda a fornecer-lhe uma boa experiência quando navega no nosso website e também nos permite melhorar o nosso website. Poderá consultar todos os detalhes sobre o tipo de cookies que utilizamos e a finalidade para a qual os utilizamos na nossa política de utilização de cookies. Ao continuar a utilizar este website, está a concordar com a utilização de cookies.

Fechar