Fraldas reutilizáveis: 6 questões essenciais

As fraldas reutilizáveis podem trazer vantagens económicas e de que influenciam toda a família. Se ainda está na duvida, reveja as questões principais que nos colocam nas lojas.

Optar por utilizar fraldas reutilizáveis pode ter diversos benefícios. Económico (um estudo da Quercus, por exemplo, refere uma poupança de 500€ por bebé, valor esse que será ainda maior num segundo filho) e de saúde pois permite eliminar o contacto da pele e sistema respiratório do bebé com uma série de produtos químicos. Para quem ainda está na dúvida, recolhemos algumas das questões principais que normalmente nos colocam nas lojas Organii.

  1. Quantas fraldas vai precisar o meu bebé?

O número de fraldas vai depender se o uso será a tempo inteiro ou só metade do tempo ou ocasionalmente. Mas, também, da frequência com que vai lavar as fraldas. Se pretende utilizar apenas fraldas reutilizáveis, convém ter o dobro das fraldas que o bebé usa por dia. Assim, umas estão a uso e as outras a lavar. Aconselhamos 20 fraldas e 6 absorventes noturnos (têm capacidade para mais tempo) .

Se a ideia é optar pelas fraldas reutilizáveis a metade do tempo, por exemplo usar só em casa, convém ter 10 fraldas e 3 absorventes de noite. Para uma utilização esporádica, recomendamos 5 fraldas e 1 absorvente noturno.

  1. Como secar as fraldas?

Idealmente ao sol, se possível. Num local bem ventilado. A máquina de secar não é aconselhada (principalmente no caso das capas de fraldas). Além de degradar a qualidade das fibras, requer um enorme gasto de energia. Ainda assim pode amaciar o tecido se secar 10 minutos no fim da secagem ao natural.

  1. O que fazer se eventualmente ocorrerem fugas?

É improvável haver fugas, especialmente com as fraldas com o sistema anti-fugas (pela existência de uma «bainha» costurada no interior da capa). No entanto, deverá verificar se o absorvente está completamente cheio. Caso esteja, significa que o bebé poderá estar a precisar de maior absorvência. Usando um «booster», absorvente que tem maior grau de absorção do que os normais.

No caso dos bebés com cerca de 2 anos, pode ser um sinal de que o bebé já está na transição para o desfralde. O bebé retém a urina por períodos mais longos e de repente faz muito de uma vez. Também acontece nos rapazes o absorvente ter que ser colocado mais para a frente e até dobrado à frente porque a urina fica concentrada na zona frontal da fralda. Verificar também todos os possíveis ajustes porque nenhum bebé é igual e pode ser preciso adaptações individuais. Pergunte-nos se tiver dificuldades, estamos sempre cá para ajudar. E, depois, existem sempre diferentes absorventes consoante o caso. Para dormir as capas de lã merino da MaM são sempre a solução ideal: evitam fugas e, no caso de existir alguma, a lã absorve não ficando o bebé húmido.

  1. As fraldas reutilizáveis são antialérgicas?

A probabilidade de as fraldas reutilizáveis – especialmente as de bambu ou de algodão biológico – criarem alguma alergia é muito baixa. A mesma coisa para a possibilidade de assaduras. Na eventualidade de alguma alergia, é conveniente verificar primeiro se na lavagem está a ser utilizado algum tipo de produto que possa causar a alergia.

  1. As fraldas podem ser utilizadas de noite?

Sim. Como é um período mais longo de utilização, recomendamos a utilização de um absorvente específico de noite («night time booster»), pois apresenta maior absorção.

  1. Qual é a despesa ao usar as fraldas reutilizáveis?

Há estudos que indicam que as fraldas reutilizáveis permitem economizar cerca de 600€ do nascimento até ao desfralde, comparativamente às fraldas descartáveis. O investimento terá a ver com a utilização que pretende (tempo inteiro/meio tempo/ocasional) e com a marca que pretende. Considerando que use a tempo inteiro, desde o nascimento até ao desfralde, o investimento será de 20 a 30 fraldas – que não tem necessariamente de adquirir de uma vez. Por exemplo um conjunto de 10 fraldas da Close custa menos de 200€. No máximo o investimento, em 3 anos (nascimento até desfralde) seria de 500€. Em contrapartida, e considerando o preço médio por fralda descartável de 0,25€, teremos um total de 730€ por ano, pelo menos, para uma média de 8 fraldas por dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ao continuar a navegar neste site aceita o uso de cookies. mais informação

O nosso website utiliza cookies. Um cookie é um pequeno ficheiro de letras e números que colocamos no seu computador, caso o permita. Estes cookies permitem-nos distingui-lo dos outros utilizadores do nosso website, o que nos ajuda a fornecer-lhe uma boa experiência quando navega no nosso website e também nos permite melhorar o nosso website. Poderá consultar todos os detalhes sobre o tipo de cookies que utilizamos e a finalidade para a qual os utilizamos na nossa política de utilização de cookies. Ao continuar a utilizar este website, está a concordar com a utilização de cookies.

Fechar