Crianças: como afastar as substâncias tóxicas como o níquel e o chumbo

Em 2014, o jornal Público publicava uma noticia em que dava conta que a associação ambientalista Greenpeace tinha encontrado produtos tóxicos nocivos à saúde em roupa e calçado infantil de 12 marcas internacionais vendidas em 25 países – entre eles Portugal.

Por exemplo, segundo o documento, 61% das peças analisadas tinham na sua composição nonilfenóis, um grupo de químicos que causam perturbações hormonais. Oito artigos (10%) apresentavam concentrações deste composto superiores a 100 miligramas por quilo (mg/kg), e em três peças a concentração era superior a 1000 mg/kg. “Os nonilfenóis foram detectados em pelo menos um artigo de cada marca incluída neste estudo” e “em um ou mais artigos comprados em 21 dos 25 países”. Na verdade, até a Deco alerta para o facto de ser preferível evitar “vestuário sem impressões ou com impressões feitas à base de tinta aquosa, que não libertem substâncias nocivas. Verifique se o vestuário da criança não tem peças pequenas que a criança consiga agarrar e pôr na boca. Tenha especial cuidado com botões, molas, fechos e pequenos enfeites metalizados.”

O impacto do níquel na pele do seu bebé

De acordo com Cátia Curica, “a alergia ao níquel é uma das alergias da pele mais comuns. A irritação da pele do bebé, denominada dermatite de contacto alérgica, aparece após alguns dias ou semanas após a exposição. Assemelha-se a manchas vermelhas com escamas, muitas vezes com o formato do objecto de metal que contém o níquel que tocou a pele.” Por norma, este contacto pode gerar bastante prurido. As fontes comuns de exposição incluem fivelas de cintos, brincos, pulseiras de relógio, anéis, colares, etc., de metal, e, no caso das crianças, as molas de muitos tipos de roupas de bebé.

Chumbo

Diferente de outros metais, tais como o ferro, o zinco, o cobalto, o manganês ou o cobre, o chumbo é um elemento estranho ao metabolismo humano, em qualquer quantidade. As pesquisas do Centers for Disease Control e Prevention (CDC, 1992) informam que o chumbo pode ser absorvido por três vias distintas: pele, trato gastrintestinal e sistema respiratório. O fato de não ser eliminado espontaneamente faz com que o chumbo se acumule nos ossos, sangue e sistema nervoso. Nas crianças a intoxicação por chumbo no sangue pode causar alterações neurocomportamentais, tais como deficits no desenvolvimento psicológico, hiperatividade, atraso no desenvolvimento da linguagem e cognição. Também são descritas alterações orgânicas que podem interferir na produção de hemoglobina, resultando em distúrbios gastrintestinais, hematológicos, perda de peso, retardo do crescimento e linha de Burton (ou seja, linha gengival escura nas bordas dentárias, decorrentes da deposição ao sulfeto de chumbo). Atualmente, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos situam o limite de alarme em 5 microgramas/decilitro. As autoridades de saúde americanas apontam também que nenhuma quantidade de chumbo no sangue, por menor que seja, é inofensiva para as crianças.

Segundo o Epoch Times, foi encontrado chumbo em roupas de bebé importadas da China. “O chumbo foi encontrado na tinta, no metal, e em partes plásticas de joias, brinquedos, lancheiras de vinil e outros produtos de criança”, refere o artigo. Em 2007, a Mattel recolheu cerca de 10,5 milhões de brinquedos em dois incidentes separados, devido à contaminação de níveis excessivos de chumbo. O gigante da indústria dos brinquedos disse, na época, que a sua fábrica na China tinha terceirizado a produção com uma outra empresa.

O que pode fazer
  •  É muito difícil encontrar um metal nas roupas ou joias que esteja completamente isento de níquel, pelo que a melhor prevenção é evitá-los. Se os objetos não puderem ser evitados, então arranje uma “barreira” entre os objetos de metal e a pele (tal como uma camisola ou “babygrow” por baixo da roupa).
  • Opte por menos e com mais qualidade. Prefira roupa de algodão biológico e brinquedos de madeira, em detrimento do plástico.
  • Em crianças maiores, será eficaz pintar o lado interior dos objetos de metal (cinto, pulseira de relógio, etc.) com uma camada de verniz das unhas transparente. Assim, impede o contacto entre o metal e a pele. Se, por acidente, o seu filho entrar em contacto com o níquel e apresentar uma irritação, consulte o pediatra para utilizar um creme anti-inflamatório à  base de esteroides de baixa potência de uso tópico (tais como o creme de hidrocortisona), que pode contribuir para o alívio da irritação ou da comichão e diminuir a inflamação.

 

O que está a ser feito

O certificado Standard 100 by Oeko-Tex® surgiu em 1992 e tem por base um conjunto de critérios e valores que ajuda a testar e a avaliar os têxteis e acessórios utilizados na confeção das peças (como fechos, botões ou molas, enchimentos e linhas), apurando se estes se encontram livres de substâncias que possam ser perigosas para a saúde. Sejam elas prejudiciais para os humanos, como chumbo, níquel ou alguns tipos de corantes, assim como para o meio ambiente, pode ler-se no site da associação Oeko-Tex®.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ao continuar a navegar neste site aceita o uso de cookies. mais informação

O nosso website utiliza cookies. Um cookie é um pequeno ficheiro de letras e números que colocamos no seu computador, caso o permita. Estes cookies permitem-nos distingui-lo dos outros utilizadores do nosso website, o que nos ajuda a fornecer-lhe uma boa experiência quando navega no nosso website e também nos permite melhorar o nosso website. Poderá consultar todos os detalhes sobre o tipo de cookies que utilizamos e a finalidade para a qual os utilizamos na nossa política de utilização de cookies. Ao continuar a utilizar este website, está a concordar com a utilização de cookies.

Fechar