Como iniciar o seu bebé no meio aquático com todo o conforto

O bom tempo é o melhor aliado para iniciar o seu bebé em qualquer meio aquático, seja na natação ou para entrar dentro do mar e experimentar novas sensações.

A natação é uma ótima atividade física, o meio natural de onde os bebés vieram, mas em que altura o bebé pode começar a ir á piscina? E quais os benefícios? É mesmo seguro, para todos os bebés ou há alguma contraindicação? O objetivo da natação está relacionado com o estímulo da coordenação e o desenvolvimento dos 4 sentidos como o tato, a audição, o olfato e a visão, além de estimular o gosto pela prática de desporto.

Por norma, não há uma idade certa para dar início a esta atividade. Devido à fragilidade do bebé, os especialistas recomendam nunca começar antes dos 3 meses, mas dizem que os bebés têm mais facilidade em adaptarem-se à água antes de 1 ano, porque ainda trazem alguns reflexos da época em que estavam na barriga da mãe. Se iniciar antes dos 3 anos, os pais podem e devem entrar juntamente com o bebé e apresentar-lhe este novo ambiente, para que se sinta seguro e ganhe confiança para encarar a atividade com alegria e prazer. A natação deve ser assumida como um momento maravilhoso entre pai/mãe e filho, onde os pais transmitem segurança e tranquilidade, reforçando o vínculo afetivo.

Caso o seu bebé tenha algum problema de pele ou respiratório, deve sempre informar-se sobre o procedimento usado no tratamento da água, principalmente o cloro. Cada vez existem mais piscinas com um mínimo de cloro e com outras formas de tratamento de água, nomeadamente com ozono e sal.

O horário da aula também é importante, não devendo nunca atrapalhar o período de descanso do bebé e das suas refeições. Lembre-se sempre de respeitar os limites do seu filho.

O que deve usar?

Para começar as fraldas de natação reutilizáveis, feitas de um material laminado especial, mais suave e mais flexível do que neopreno tradicional são uma boa opção para a piscina ou mesmo para levar para a praia. Não se esqueça de uma toalha que envolva o bebé na totalidade e de um gorro para depois da natação ou para os dias de mais vento na praia.

Se tiver um bebé ou uma criança mais atrevida ou simplesmente por precaução pode frequentar um curso de autossalvamento e sobrevivência aquática onde os bebés desde os 6 meses de idade aprendem a adquirir habilidades que lhes permitem superar situações de perigo na água, proporcionando-lhes confiança e segurança.

Para as crianças curiosas pode sempre começar por apresentar o meio aquático através de alguns livros como o Viva a Natureza – A Água (editora Booksmile) ou um que possam molhar à vontade como o Quem Vive no Fundo Mar (Edicare). Pronta para mais esta deliciosa aventura na água?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ao continuar a navegar neste site aceita o uso de cookies. mais informação

O nosso website utiliza cookies. Um cookie é um pequeno ficheiro de letras e números que colocamos no seu computador, caso o permita. Estes cookies permitem-nos distingui-lo dos outros utilizadores do nosso website, o que nos ajuda a fornecer-lhe uma boa experiência quando navega no nosso website e também nos permite melhorar o nosso website. Poderá consultar todos os detalhes sobre o tipo de cookies que utilizamos e a finalidade para a qual os utilizamos na nossa política de utilização de cookies. Ao continuar a utilizar este website, está a concordar com a utilização de cookies.

Fechar