PORTES GRÁTIS EM COMPRAS SUPERIORES A 30€

 

Junte-se à

Subscreva a nossa Newsletter e receba todas as novidades da sua Loja de Cosmética Bio

ORGANII | BIO BLOG | Essenciais de verão – Desodorizantes

Essenciais de verão – Desodorizantes

Verão, calor, humidade… A estação mais quente do ano traduz-se num aumento natural da transpiração[...]

Verão, calor, humidade… A estação mais quente do ano traduz-se num aumento natural da transpiração, que é uma forma que o corpo encontra para se arrefecer e ajudar a regular a sua própria temperatura. Adicionalmente, é também através da transpiração que são libertadas toxinas, que de outra forma ficam retidas no corpo. Inibir este processo natural de transpiração, que acontece ao usarmos desodorizantes antitranspirantes convencionais, faz com que compostos como alumínio livre, fiquem retidos no organismo.  

Saber disto tem levado a que muitas pessoas procurem informações para fazer uma transição para desodorizantes naturais de origem biológica. 

 

Alguma vez experimentou um desodorizante natural? Funcionou?  

 

A transição para um desodorizante biológico, não é, para a maioria de nós, um processo fácil ou rápido. Primeiro porque quando deixamos de aplicar um antitranspirante, vamos começar a transpirar muito mais porque, de uma forma geral, demora entre 4 a 6 semanas a regular a transpiração; segundo porque os componentes dos vários desodorizantes naturais são diferentes e cada um atua de forma diferenciada, mais num grupo de bactérias que noutro, para além de que as bactérias são variáveis de pessoa para pessoa. Isto significa que uns desodorizantes vão ser mais efetivos numas pessoas que noutras, o que não significa que não atuem (se não funcionar consigo ofereça, não deite fora!). Se sentir que um dos que testou não foi eficiente consigo, escolha outro, não pelo aroma, mas sim com outro princípio ativo.  

 

Alguns exemplos de princípios ativos em desodorizantes naturais são: alúmen, bicarbonato de sódio, argila, extratos fermentados, complexo de prata, óleos essenciais, amido, terra diatomácea, óleo de coco, aloé vera, complexos de zinco, entre outros. 

 

Uma técnica que resulta é a aplicação de uma máscara desintoxicante de argila. Podemos usar as de rosto ou fazer simplesmente misturando argila e água em quantidades semelhantes até obter uma pasta que possa ser aplicada nas axilas. Qualquer uma deixamos atuar durante 10 minutos e removemos. Em que vai ajudar? No desbloqueio dos poros, na renovação bacteriana das axilas e a permitir a livre transpiração. Diminui o odor e ajuda na transição entre estações, em mudanças de alimentação, ou alturas de maior ansiedade. Se sentirmos que os desodorizantes biológicos não estão a funcionar, ou quando sentimos o nosso odor mais forte e persistente, podemos colocar esta máscara 3 a 5 dias consecutivos, reduzindo depois para 2 vezes por semana até regular a transpiração. 

 

Vai querer experimentar? Partilhe connosco a sua experiência com desodorizantes naturais.