Caspa, o que é e como tratar? | Organii – Cosmética BiológicaCaspa, o que é e como tratar? | Organii – Cosmética Biológica

Pedimos a sua compreensão pelos atrasos
nas expedições das encomendas.

Junte-se à

subscreva a nossa Newsletter e receba 5€ na sua primeira encomenda!*

*válido em compras online superiores a 50€. Não acumulável com outras campanhas.

ORGANII | BIO BLOG | Caspa, o que é e como tratar?

Caspa, o que é e como tratar?

Muitos de nós ouvem falar sobre Caspa, mas afinal o que é?

Vulgarmente chamada de caspa, a dermatite seborreica é uma inflamação crónica muito comum, não contagiosa e que possui tratamento. Esta inflamação pode manifestar-se em várias regiões do corpo, em que existe uma maior produção de óleo pelas glândulas sebáceas.

 

A inflamação pode ter origem genética ou ser desencadeada por agentes externos, como stress, alergias, situações de fadiga, álcool, baixa temperatura, medicamentos, bem como o excesso de oleosidade na pele. Também tem sido frequente o aparecimento desta condição estar relacionado com agentes agressivos de limpeza e higiene. Além disso, a doença não é causada pela falta de higiene e não é perigosa, ou contagiosa. Tais percepções erradas costumam ser motivos de estigma e preconceito com a dermatite seborreica.

A dermatite seborreica pode ainda ocorrer pela presença do fungo Pityrosporum Ovale e apresentar sintomas como lesões avermelhadas que coçam e descascam, principalmente na barba, no couro cabeludo, nas sobrancelhas, próximo ao nariz, dentro e atrás das orelhas, no peito e nas costas. Bem como nas dobras da pele, como na virilha e nas axilas. Possui períodos de melhora e de piora dos sintomas, e pode ser influenciada pelos hábitos de vida da pessoa e fatores como com stress e ansiedade.

 

A dermatite seborreica também é comum em recém-nascidos, quando aparecem crostas castanhas ou amarelas no escalpe do bebé. Todavia, a condição, chamada de crosta láctea, é temporária e inofensiva.

 

O que fazer? Em todos os casos deve ser recomendado:

  • Lavagens frequentes numa primeira fase mas muito protegidas.
  • Poderá conseguir essa proteção colocando óleo argão no escalpe e massajando na noite anterior e deixando atuar toda a noite, lavando o cabelo na manhã seguinte. Se existir esquecimento ou apenas oportunidade para lavar o cabelo à noite colocar o óleo argão imediatamente antes de lavar (por exemplo após ginásio). É o óleo argão que irá evitar a descamação do escalpe.
  • Champôs suaves que sejam protetores do escalpe. Existem várias opções nas nossas marcas Unii, John Masters Organics, Less is More, Eubiona, Coslys ou Mádara. Não é no champô que reside o tratamento, mas este deve ser suave para não prejudicar o tratamento.
  • Ainda no banho colocar amaciador apenas nas pontas do cabelo.
  • Fora do banho e com o cabelo húmido aplicar um sérum de escalpe purificante e estimulante, logo após o banho e diariamente de manhã. Absorve facilmente e não deixa o cabelo oleoso. Tratamentos com tónicos herbais também servem para ajudar na purificação do escalpe e para ir espaçando as lavagens. Junto com o óleo argão vão recuperar a saúde e integridade do escalpe.

 

 

 

 

 

  • Pode ser adicionado ainda óleo essencial de alecrim  ao óleo argão para ajudar a uma purificação ainda mais acentuada e especialmente para a regeneração ser mais rápida em casos de feridas. Usar uma gota de óleo essencial para cada colher de sopa de óleo de argão ou até aplicar diretamente nos dedos e massajar no escalpe.
  • A opção de um detox capilar também é bastante pertinente uma vez que promove uma limpeza mais profunda dos fios e couro cabeludo, eliminando as impurezas que se acumulam no dia a dia. Além de limpar, a desintoxicação estimula a oxigenação e a circulação no couro cabeludo para um cabelo mais bonito, brilhante e saudável, contribuindo para a reparação do mesmo.

 

Felizmente é um técnica que pode fazer em casa. Apenas precisa de um champô e condicionador de limpeza profunda e seguir algumas das nossas dicas:

  • Ativar a circulação é fundamental para distribuir nutrientes e oxigénio para os fios de cabelo. O resultado? Um cabelo mais forte. Antes da lavagem, massaje toda a cabeça com a ponta dos dedos, em movimentos de média pressão, e escove lentamente de preferência com escovas ou pentes de madeira. Isto vai contribuir para a diminuição da eletricidade estática do cabelo. A questão é que a oleosidade natural do cabelo acaba distribuída e facilita a limpeza.

 

  • Assim como na pele do corpo, existem células mortas e impurezas no escalpe que se juntam a resíduos de finalizadores, produtos químicos, entre outros. O ideal é fazer uma máscara de argila com óleo argão, no escalpe, 10 minutos antes de lavar o cabelo. Misture a argila com o óleo numa taça até obter uma pasta líquida para ser fácil de remover. Aplique no escalpe e aguarde 10 minutos. Passe por água. Pode fazê-lo uma vez por semana ou de 15 em 15 dias.

 

  • O ideal será sempre lavar o cabelo dia sim, dia não. Assim não irá retirar o filme hidrolipidíco, que a pele de todo o corpo produz para a sua proteção. Depois do champô e do amaciador reforce a purificação com um tónico à base de plantas, aplicando no escalpe e no cabelo ainda húmido, mas sem passar por água no fim. Elimina resíduos que ainda possam ficar, desintoxica a raiz do cabelo e dá brilho logo a partir da primeira utilização. No final dos 3 a 5 dias verá o cabelo florescer com uma força renovada.