A Higiene Oral: O Flúor e as suas alternativasA Higiene Oral: O Flúor e as suas alternativas

PORTES GRATIS EM COMPRAS SUPERIORES A 30€ PARA PORTUGAL

Junte-se à

Subscreva a nossa Newsletter e receba todas as novidades da sua Loja de Cosmética Bio

ORGANII | BIO BLOG | A Higiene Oral dos miúdos aos graúdos: O Flúor e as suas alternativas

A Higiene Oral dos miúdos aos graúdos: O Flúor e as suas alternativas

 

 

Cuidar da higiene oral é um hábito com muitos anos de história. Estima-se que os egípcios mantinham os dentes limpos com uma fórmula que consistia na mistura de vários ingredientes naturais: sal, pimenta, folhas de menta e folhas de íris. É claro que desde essa época muita coisa mudou, mas nem tudo para melhor.

Hoje a maioria dos produtos de higiene oral contém ingredientes considerados nocivos que penetram através do tecido da boca e entram na nossa corrente sanguínea. É por isso que todo o cuidado é pouco, sobretudo quando o assunto é a escolha da pasta de dentes dos mais pequeninos.

 

Os dentes das crianças estão entre os órgãos que mais sofrem transformações e a primeira dentição é a que garante uns dentes fortes e saudáveis. É aqui que entra o fluor e a sua controvérsia.

 

O que é o flúor?

O flúor é um mineral presente na Natureza e que podemos encontrar na água, no solo e em vários alimentos. O flúor tem duas funções principais nos dentes: proteger e fortalecer. Por um lado, quando as bactérias se alimentam dos açúcares presentes na nossa boca (libertando ácidos que afetam o esmalte e favorecem o aparecimento de cáries), o flúor tem a capacidade de proteger os dentes, tornando-os resistentes a essa ameaça. Por outro, se os nossos dentes já apresentarem sinais de desgaste e desmineralização, também ajuda a reforçar o esmalte nessas áreas, tornando-os mais fortes.

 

Mas quais os riscos associados ao fluor?

Se for usado em grandes quantidades, o flúor pode originar problemas como a fluorose dentária, que causa manchas brancas ou castanhas nos dentes. Além disso, também existem riscos de intoxicação associados, mas apenas em casos extremos, nomeadamente se as crianças engolirem doses consideráveis de fluoretos ao lavarem os dentes.

 

O grande problema do flúor é que facilmente é utilizado em excesso, ficando dificil ter a certeza dos seus benefícios anti bacterianos.

 

Quais as alternativas?

Existem várias correntes mais naturais que preferem evitar o flúor e com muito bons resultados na higiene oral. Felizmente, existem muitos outros elementos utilizados para remineralizar os dentes como argila, a terra diatomácea e o carvão activado. Como antibacterianos e para evitar as cáries e o mau hálito, o bicarbonato de sódio e o óleo de coco também são ótimas alteranativas.

 

 

Na Organii, reconhecemos a importância da saúde oral e por isso todos os nossos produtos são compostos por ingredientes de origem biológica e com o menor impacto possivel no meio ambiente. A nossa gama de produtos vai desde as pastas de dentes bio e elixires às escova de dentes reutilizáveis ou de bamboo.